Translate

SEJA BEM VINDOS VISITANTES

contadores de visitas

quarta-feira, 5 de março de 2014

Duas Sementes



Duas sementes em conflito

Texto: Gn.3.15

Introdução: Deus disse que haveria inimizade entre a semente da mulher e a semente da serpente.
Seriam duas descendências em conflito durante a história. A descendência da serpente são os filhos
do Diabo. A descendência da mulher são os filhos de Deus.

1- Acompanhando a narrativa bíblica, encontramos em conflito ou em oposição: Caim e Abel,
Ismael e Isaque, Cão e Sem, Esaú e Jacó, Faraó e Moisés, etc.

2 - Alguns destes homens deram origem a nações em conflito. A semente bendita continuava
representada por Israel. A semente maligna era representada pela Assíria, Filistia, Babilônia, Egito,
etc.

3- A semente maligna perseguiu a semente bendita, infligindo-lhe muitos males, tentando
exterminá-la antes que nascesse o Salvador.

4- A semente bendita tem o seu representante supremo na pessoa de Jesus Cristo, que também foi
perseguido pelos representantes do mal: Herodes e Judas Iscariotes. Até os fariseus desempenharam
esse papel e foram chamados de “raça de víboras” que tem o sentido de uma descendência de
serpentes. Jesus se referiu aos seus opositores como “filhos do Diabo” (João 8.44).

5 - Cada pessoa escolhe a que descendência participar, pois esta é uma questão espiritual e não genética ou racial.
Até judeus, que participavam da semente bendita, escolheram o mal (João 8.44). Todos são, por natureza,
“filhos da ira e da desobediência” (Ef.2.1-5), mas podem se tornar “filhos de Deus” (João 1.11-12)
independente de sua raça ou nacionalidade.

Conclusão: Os filhos de Deus sofrem algum dano em algum momento. O diabo lhes fere o calcanhar.
Afinal, esta é a única parte de contato entre ambos pois o inimigo está debaixo dos nossos pés, tendo
sua cabeça esmagada por Jesus Cristo e sua igreja (Rm.16.20).